Módulo II
Elementos da linguagem: Ponto, Linha e Textura

4. 

Linha e expressão

Esses elementos da linguagem visual também podem expressar sentimentos e sensações. Por exemplo:

Linhas horizontais e verticais são estáveis e seguras. Observe esta tela de Piet Mondrian, pintor holandês, criador do movimento da Arte Moderna De Stjil. Ele usou linhas retas negras, horizontais e verticais para nos transmitir segurança, estabilidade, solidez.

“Composição em vermelho, azul e amarelo” (1930),
de Piet Mondrian


Linhas quebradas não estão nem na vertical nem na horizontal, e portanto estão em movimento. Elas nos passam uma sensação de raiva e força.

Linhas diagonais são confusas, vibrantes. Nas composições bidimensionais linhas diagonais indicam profundidade, criando uma ilusão de perspectiva.

Linhas curvas e espirais criam movimento, fluidez e passam a sensação de sonho.

Linhas sinuosas são sensuais e suaves, e podem nos transmitir uma sensação de sonho.

Observe este trabalho de Van Gogh, pintor holandês pós-impressionista. Ele usou linhas curvas para desenhar a textura do campo de trigo e das plantas, e também para desenhar as montanhas e as nuvens, transmitindo uma sensação de movimento, de alucinação.

“Campo de trigo e ciprestes” (1889), de Vincent Van Gogh


Alguns desenhos podem ter linha de contorno, e o tipo de linha usada pode tornar o desenho mais delicado ou mais pesado. Observe esta xilogravura do Sutra do Diamante. Seus traços são delicados e suaves.

 
Voltar Índice do Módulo II Avançar